AEEN_Escolas.jpg

 SAÚDE E  EDUCAÇÃO

O Agrupamento de Escolas Emídio Navarro acompanhando os objetivos para 2030 da ONU na criação de um mundo sustentável – “saúde e educação são indissociáveis, alunos saudáveis aprendem melhor e alunos que receberam melhor educação são mais saudáveis” (mensagem da Diretora Geral da UNESCO, 1 de dezembro de 2017 - Dia Mundial de Luta Contra a SIDA), sensibiliza a comunidade para a necessidade de erradicar a SIDA como risco de saúde pública com a instalação de laços gigantes no Parque Urbano Júlio Ferraz pelos alunos do 11º ano de Artes Visuais, com a professora Ana Maltez da Escola Secundária Emídio Navarro.

  • AIDS1
  • AIDS2
  • AIDS3
  • AIDS4

Seguindo as recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde) ,Portugal vai brevemente disponibilizar estratégias de prevenção , como os testes de autodiagnóstico e o tratamento profilático “pré-exposição” ao VIH.

Embora Portugal, esteja no “bom caminho” com uma redução do número de casos diagnosticados é de referir que ,de acordo com o  relatório anual sobre a situação da infeção VIH e SIDA em Portugal, elaborado pela Unidade de Referência e Vigilância Epidemiológica do  Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge , em 2016 foram diagnosticados 1030 novos casos de infeção por VIH e o nosso país continua a apresentar uma das taxas mais elevadas da União Europeia.

As tendências recentes revelam um aumento da proporção de casos do sexo masculino, bem como da idade mediana ao diagnóstico. Verifica-se ainda uma elevada percentagem de diagnósticos tardios, particularmente em casos de transmissão heterossexual. Encontram-se registados cumulativamente 56.001 casos de infeção por VIH, dos quais 21614 casos de SIDA, em que o diagnóstico aconteceu entre 1983 e final de 2016 e 11020 óbitos em casos de infeção por VIH, ocorridos no mesmo período.

Ao assinalar o  Dia Mundial de Luta Contra A SIDA , o Núcleo de Saúde e Educação Sexual do AEEN  corrobora o apelo da Diretora  Geral da UNESCO , Audrey Azoulay , “ Num mundo em que os jovens – especialmente as raparigas e jovens mulheres – carregam um fardo excessivo de HIV e SIDA, todos temos que reconhecer o papel fundamental de uma educação sexual completa para o direito à saúde, e para a saúde de todas as sociedades. Hoje, apelo a todos os parceiros para unirem esforços para erradicar a SIDA como risco para a saúde pública até 2030, como parte do nosso compromisso de promover o desenvolvimento sustentável, os direitos humanos, a igualdade de género e a justiça social.”

                                                                                                           1 de dezembro de 2017

Carmen Pedrosa

Responsável do Núcleo de Saúde e Educação Sexual do AEEN